OBRAS

 CONFIRA AS OBRAS PUBLICADAS PELO GHEDA

Para saber se possuímos edições para venda, consultar através do campo "Contato".


História da Educação na Amazônia Colonial: instituições e práticas educativas (2021) - AQUI. 


Autores: Maria Betânia B. Albuquerque - Maria do Perpétuo Socorro Gomes de Souza Avelino de França - Jane Elisa Otomar Buecke (Orgs.)

Este livro reúne resultados de pesquisas oriundas de diferentes instituições de ensino apresentadas no IX Seminário do Grupo de Pesquisa História da Educação na Amazônia (GHEDA/ CNPQ), da Universidade do Estado do Pará, ocorrido nos dias 4 e 5 de junho de 2019.





Sabenças do Padrinho (2021) - AQUI.

Autora: Maria Betânia Barbosa Albquerque.

Sabenças do Padrinho apresenta a trajetória de vida, a formação e os saberes de Sebastião Mota de Melo (1920-1990) como mateiro, caçador, pescador, construtor de casa, remo, canoa e embarcação.









Educação não escolar: religiosidade e modos de fazer de uma curadora (2021)AQUI.

Autores: Marcio Barradas Sousa - Maria Betânia B. Albuquerque

Os autores tomam como recurso de pesquisa científica e como proposta de roteiro literário as experiências intervencionistas de Dona Dionéia para nos mostrar de forma cuidadosa como os saberes não escolares são compartilhados e de como passam a significar na vida das pessoas, estruturando conhecimentos necessários à vida dos sujeitos em suas múltiplas dimensões.









Berço de Civilidade: rituais formativos no grupo escolar de Igarapé-Miri, Pará (1904-1942) (2020) - AQUI.



Autores: Marinaldo Pantoja Pinheiro; Maria do Perpétuo Socorro Gomes de Souza Avelino de França

Ambientado no interior da Amazônia, o Grupo Escolar de Igarapé-Miri, no estado do Pará, representou a continuação do projeto pedagógico republicano para alfabetizar e civilizar os futuros cidadãos dessa região.







Educação e Infância na Amazônia Seiscentista - AQUI.


Autora: Jane Elisa Otomar Buecke

Esta obra aborda como se traduzia, em termos de representações, a infância da Amazônia seiscentista; que práticas educativas atravessaram o cotidiano das crianças; qual a particularidade dos saberes que lhes eram ensinados.